domingo, 21 de junho de 2009

Kopenhagen


Fundada em 1928, a Chocolates Kopenhagen oferece uma variedade de produtos que marcaram época e já seduziram três gerações de brasileiros, como Nhá Benta, bombons Cherry Brandy, Língua de Gato, Chumbinho e os famosos marzipãs.Com muita perseverança, David conquistou clientes para o produto e, em poucos anos, o casal fundou a primeira fábrica da Chocolates Kopenhagen, no bairro Itaim Bibi, com excelentes instalações e tecnologia mais avançada. Assim, a empresa passou a produzir também chocolates finos, bombons, balas, confeitos, biscoitos, além de ovos de Páscoa e panetones. A história da empresa no País começou com a chegada do casal de imigrantes Anna e David Kopenhagen. Anna trouxe da Letônia a receita de marzipã, confeito muito popular na Europa, mas até então desconhecido no BrasilMarzipã, era uma massa que tinha farinha, (ou polvilho) manteiga, amêndoa amarga, Tereza não tinha uma certeza total de toda a receita porque ela era feita numa seção, que ela não trabalhava. Sua seção era a de a de Cherry Brandy, que era o forte da Kopénhagem. Mas o que ela conseguiu saber a respeito, ai está relatado. Mas o inicio e do sucesso inicial se deve ao marzipã, apesar de o cherry brandy ter uma produção maior devido aos pedidos. O sucesso do chocolate da Kopenhagen era a fabricação do chocolate ao leite em que ela se aprimorou em colocar no ponto exato que o chocolate necessitava para ser aquela doçura e a fama do melhor chocolate, produzido no Brasil.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Chocolate na dieta

O chocolate pode ser uma fonte importante de nutrientes, energia e satisfação pessoal. Pouco a pouco, ele passa a fazer parte das dietas e tem uma boa vantagem sobre outros alimentos, pois reúne nutrientes, como cálcio, fosfato, ferro, carboidratos, fenóis e flavonóides.Recentemente, descobriu-se que os flavonóides são compostos químicos encontrados em certas frutas, vinhos, vegetais, chás, nozes, sementes e raízes, sendo que a maioria atua como antioxidantes, enquanto outros contêm propriedades antiinflamatórias. Outros estudos dão conta de que podem atuar como agentes que retardam ou previnem alguns tipos de câncer.Isso tudo faz parecer que comer chocolate é um ótimo negócio. No entanto, é preciso bom-senso para manter o chocolate na dieta e, mesmo assim, obter bons resultados na balança. Isso porque os chocolates ainda contêm muita gordura na composição. Sem controle, o aumento de peso pode causar diabetes, hipertensão, entre outras doenças.Por isso, é necessário tomar um certo cuidado e buscar os mais indicados, nesta ordem: chocolate meio-amargo, ao leite e branco. O meio-amargo é o que tem menos calorias. Da mesma forma, outras dicas para quem está de dieta também são importantes: consumir uma porção somente uma ou duas vezes por semana e preferir os chocolates em barra em vez dos recheados. Outra opção são os chocolates lights, que oferecem menos calorias. Não confunda com os diets, que devem ser evitados - são para pessoas com diabetes e, apesar de não conterem açúcares, possuem maior quantidade de gordura.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Chocolate x Cachorros


O chocolate pode ser mortal para os cachorros. Ele contêm um ingrediente chamado “Teobromina” que pode ser tóxico para o sistema nervoso central e para os músculos cardíacos do cão. A teobromina é semelhante à cafeína, e é tóxica para um cachorro quando ele ingere de 100 a 150 mg por quilograma de seu peso corporal.
Tipos diferentes de chocolate contêm quantidades diferentes de teobromina: embora fossem necessários 600 ml de leite achocolatado para matar um cachorro de nove quilos, uma quantidade de apenas 56 gramas de chocolate Baker's ou 170 gramas de chocolate amargo já seriam suficientes para levar esse mesmo cachorro desta para melhor. Não é difícil para um cachorro achar uma cesta cheia de ovos de Páscoa ou docinhos de chocolate e devorar meio quilo ou um quilo de uma vez só. Se estivermos falando de um cachorro pequeno, isso será letal.
O fato é que envenenamento por chocolate não é tão incomum quanto parece. Para um ser humano, a cafeína é tóxica em níveis de 150 miligramas por quilograma de peso corporal. O mesmo vale para cachorros! Assim, se você suspeitar que seu cão comeu uma quantidade excessiva de chocolate, é melhor procurar um veterinário

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Chocolate X Acne

Quem tem problemas de acne, não deve se privar de comer chocolate, já que não há qualquer comprovação científica de que sua ingestão pode piorar o aspecto da pele. Nutricionistas, no entanto, observam que algumas pessoas são mais sensíveis, de forma geral, e essa predisposição à acne é muito individual. A acne surge devido a alterações hormonais e ao stress, o Chocolate por si só não determina o seu aparecimento, mas comer alimentos gordurosos estimula a pele a tornar-se mais oleosa. Mas o ideal é que o consumo se limite a 50 gramas por dia, o correspondente a uma barrinha de chocolate, de preferência, ao leite ou misturado com frutas. Estudos têm demonstrado que o chocolate escuro, em especial o amargo, oferece potentes benefícios para a saúde, como o combate à hipertensão de intensidade média. Assim, o segredo está na forma como ele é ingerido. Isso porque as papilas gustativas precisam de tempo para detectar e experimentar as sensações. Afinal é na boca que o sabor, a temperatura e a textura dos alimentos são apreciados. Se for consumido rapidamente, será necessário comer mais e mais.



terça-feira, 16 de junho de 2009

Museu do Chocolate


O chocolate seduziu a Suíça há mais de um século, a ponto de tornar-se um de seus produtos de maior consumo e exportação. A paixão é tamanha que foi criado um museu do chocolate. Fundado pela empresa de chocolate Alprose, o museu localizado no Cantão do Ticino, já se tornou uma das maiores atrações turísticas da Suíça de expressão italiana. E o crescimento do fluxo de visitantes só tem continuado: de 210 mil em 1995 passou a cerca de 300 mil nos últimos anos. Ele recebe uma média de 270 mil pessoas por ano, de 1.000 a 1.500 por dia, aproximadamente. Muitos chegam em grupo, pois diariamente chegam uns dez ônibus, realçava, ainda em 2004, Paul Nussbaumer, diretor do museu, também denominado Choko Land (Chocolândia). Fundado em 1991 o museu com grandes painéis fotográficos e explicações escritas, narra principalmente a extraordinária história do fruto do cacaueiro, já apreciado na América pelos maias e astecas. Na região, as sementes de cacau eram e ainda são cultivadas, antes de ser exportadas para o fabrico do chocolate. A variedade dos objetos expostos mostra como o chocolate se tornou usual desde o início: como um rito era saboreado como bebida quente em taças de prata, provavelmente pelas famílias da burguesia. Chocolates finos eram presenteados em suntuosas confecções que, nas vitrines do museu, nos lembram velhos tempos, enquanto aprimorados selos recordam que a tradição de regalar-se com coelhos de chocolate na Páscoa é um costume antigo.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Podem me chamar, eu levo presente


Depois de um longo feriado há sempre históoooooooorias para contar. Hoje, tirei o dia para ouvi-lás, mas a história tinha que ser logo do que eu mais gosto de apreciar?! A culpada desse desabafo de agora foi Marília. Ciente da minha carência por convites para festas infantis minha amiga não atendeu minha súplica nem se comoveu com meu estado e foi a uma festinha no feriado e não trouxe um brigadeirinho para mim. Eu aguento! Mesmo assim te amo Marília. E falando em brigadeiro... O brigadeiro é um doce brasileiro criado na década de 1940, comum em todo o país e normalmente presente nas festas de anivesário, junto com o cajuzinho ebeijinho. Os ingredientes do brigadeiro são leite condensado, achocolatado em pó, manteiga e chocolate granulado para a cobertura. Pode ser feito tanto no fogão quanto no forno de microondas. O nome do doce é uma homenagem ao brigadeiro Eduardo Gomes. Nos anos de 1946 e 1950, o militar candidatou-se à presidência da república pela UND. Pelo físico avantajado e boa aparência, o candidato conquistou um grupo de fãs do Pacaembu, bairro de São Paulo, que organizaram festas para promover sua candidatura. Conta a história que, numa destas ocasiões, criaram esse doce. Como as festas dos correligionários e cabos eleitorais era muito disputada pela população, estes logo começaram a chamar os amigos para "irem comer o docinho do Brigadeiro". Com o tempo o nome de "brigadeiro" acabou sendo dado ao doce. Apesar do apoio recebido, a aleição foi ganha pelo então general Eurico Gaspar Dutra.

domingo, 14 de junho de 2009

Até as madeixas o adoram


Salões de beleza já aderiram a moda da escova de chocolate. A escova proporciona uma drenagem capilar à base de chocolate, hidratação e tira o volume. O procedimento é semelhante ao da escova progressiva, com a diferença que não tem formol na fórmula. Cabeleireiros explicam que o produto usado na escova de chocolate é formulado com queratina líquida, proteína da seda e matérias primas naturais, como o extrato de cacau e cafeína. O cacau e a cafeína são substâncias ricas em ácidos graxos, que fornecem emoliência e nutrição aos fios. Todas essas substâncias associadas ao tioglicolato de amônia, agem recuperando os estragos provocados por agentes naturais ou químicos, e ainda, alisam os fios. Em cada tipo de cabelo o efeito produzido pela escova é diferente.A escova de chocolate em cabelos muito crespos ou afros doma os fios e define os cachos. O tratamento também pode ser feito em cabelos com relaxamento. Em cabelos ondulados os fios ficam lisos. O efeito da escova de chocolate dura cerca de 60 dias. O tratamento leva cerca de duas horas para ser finalizado. Depois de feita a escova, é preciso ficar três dias sem lavar ou prender os cabelos para não retirar o produto dos fios e nem marcar. Para garantir o efeito liso ou dos fios e cachos domados,sugere que seja feita uma cauterização mensal.