sexta-feira, 19 de junho de 2009

Chocolate na dieta

O chocolate pode ser uma fonte importante de nutrientes, energia e satisfação pessoal. Pouco a pouco, ele passa a fazer parte das dietas e tem uma boa vantagem sobre outros alimentos, pois reúne nutrientes, como cálcio, fosfato, ferro, carboidratos, fenóis e flavonóides.Recentemente, descobriu-se que os flavonóides são compostos químicos encontrados em certas frutas, vinhos, vegetais, chás, nozes, sementes e raízes, sendo que a maioria atua como antioxidantes, enquanto outros contêm propriedades antiinflamatórias. Outros estudos dão conta de que podem atuar como agentes que retardam ou previnem alguns tipos de câncer.Isso tudo faz parecer que comer chocolate é um ótimo negócio. No entanto, é preciso bom-senso para manter o chocolate na dieta e, mesmo assim, obter bons resultados na balança. Isso porque os chocolates ainda contêm muita gordura na composição. Sem controle, o aumento de peso pode causar diabetes, hipertensão, entre outras doenças.Por isso, é necessário tomar um certo cuidado e buscar os mais indicados, nesta ordem: chocolate meio-amargo, ao leite e branco. O meio-amargo é o que tem menos calorias. Da mesma forma, outras dicas para quem está de dieta também são importantes: consumir uma porção somente uma ou duas vezes por semana e preferir os chocolates em barra em vez dos recheados. Outra opção são os chocolates lights, que oferecem menos calorias. Não confunda com os diets, que devem ser evitados - são para pessoas com diabetes e, apesar de não conterem açúcares, possuem maior quantidade de gordura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário